Pesquisar Matérias


Foi preso homem que atirou em cachorro porque ele corria atrás de suas galinhas

Chega de Maus-tratos!


Quem poderia prejudicar um ser indefeso que está apenas procurando alguém para dar seu amor?

Histórias como esta partem o nosso coração por mostrar que o mal humano pode ser tão cruel e grande com animais desprotegidos.

Aconteceu no Brasil.

Um homem cuja identidade não foi revelada, reagiu da pior forma contra o cachorrinho do vizinho, que não o incomodou ou fez mal a ele.

Sem nenhum motivo plausível, ele atirou no animal com arma de chumbo.

Os impactos acabaram na cabeça do pobre peludo. Ele foi rapidamente transferido para um centro de saúde onde conseguiram tratá-lo a tempo e salvar sua vida.

Mas a injustiça cometida contra ele não poderia ficar impune.

Na capital onde ocorreu o incidente, chamada Goiânia, eles aprovaram recentemente uma nova lei contra os maus-tratos a animais e o homem mau que fez mal a este cachorrinho foi a primeira prisão flagrante.

“Nada justifica os maus tratos, é bom que ele tenha sido capturado pela polícia, porque isso inibe outros covardes de cometerem atos semelhantes. Mas os donos dos animais também precisam cuidar deles, precisam estar sempre sob a vigilância de seus humanos”, disse um internauta.

Apesar de estar ferido, o cão recebeu cuidados veterinários e passa bem.

De acordo com o arquivo policial, o malfeitor confessou o ato justificando que o cometeu porque o animal perseguia suas galinhas.

“Os animais foram enviados à terra para o homem cuidar deles, mas parece que está acontecendo ao contrário com alguns seres humanos que cometem maldades com animais de estimação que não sabem se defender, muito triste!”, Disse outro internauta.

Ele foi capturado pelas autoridades.

Graças à nova lei que entrou em vigor, a presidente da Comissão Especial de Proteção e Defesa Animal (Cepda) da Ordem dos Advogados de Goiás, Pauliane Mascaren, garante que todo o processo correspondente será realizado para a obtenção da justiça .

“A partir de agora, o infrator é encaminhado para a delegacia, onde é detido e só é liberado após audiência de custódia.

Apenas o juiz pode arbitrar o vínculo. Antes da lei, o homem teria simplesmente assinado uma carta de investigação policial e estaria livre ”, disse Mascaren.

A legislação, alterada em 29 de setembro, prevê de dois a cinco anos de privação de liberdade, mais multa, e a proibição da custódia de criminosos. No passado, a pena variava de três meses a um ano de privação de liberdade, além de multa.

Não há dúvida de que somente com leis melhores é possível proteger muito mais os animais de todo o mal que a humanidade pode lhes causar.

Se você também ama os animais e quer vê-los sempre sorrindo, não saia sem compartilhar e ajude a aumentar a conscientização condenando os abusos.




***




Que seja feita justiça, conforme manda a lei. Hoje em dia parece que não existe mais tolerância. Será que tudo tem que ser resolvido com violência? As pessoas não conversam...



_MárciaSchmian_







Adaptação de Texto: Vida que Importa







Fonte: https://www.zoorprendente.com/