Pesquisar Matérias


Duas baleias beluga sorriem enquanto recuperam sua liberdade após anos de cativeiro em um aquário (Vídeo)

Notícias Animal


Os animais são como os seres humanos: sentem dor, medo, prazer, tristeza e também emoções positivas.

Não são objetos e merecem ser tratados com respeito, até porque são capazes de nos compreender e de intuir e saber o que se passa ao seu redor, ou seja, são seres conscientes.

Ainda mais quando se trata de animais em cativeiro, como essas duas baleias pertencentes ao parque aquático Ocean World.

Localizado na cidade de Xangai, República Popular da China, que não contiveram a empolgação ao serem transferidas do aquário para a liberdade de um novo abrigo em águas abertas.

Santuário onde agora viverão na Baía de Klettsvik, Islândia.

E é que, Little Grey e Little White, como são conhecidos os cetáceos, viveram confinados no Ocean World por quase dez anos, sendo forçados a trabalhar duro para comer, realizando manobras espetaculares e pulos para a diversão do público humano.

Antes, eles moravam em um centro de pesquisas russo, sempre longe de sua morada natural.

Após longos anos separados do mar, os dois foram finalmente resgatados pelo Sea Life Trust.

Uma instituição de caridade com sede no Reino Unido que se encarregou de enviar os espécimes a cerca de 9.500 quilômetros de distância para um novo destino e melhor, especificamente o Norte, para a Islândia.

Agora, depois de tanto esperar pelo grande dia, a tão esperada liberdade, finalmente chegou e as duas baleias beluga poderão nadar em mar aberto pela primeira vez em anos.

Na verdade, elas irão primeiro para um refúgio na Baía de Klettsvik, na costa sul da Islândia, antes de serem soltos no enorme santuário natural.

A felicidade delas é notável, parece palpável.

"Estamos absolutamente entusiasmados em compartilhar a notícia de que Little Grey e Little White estão seguros em suas piscinas de tratamento de santuários marinhos.

E estão a apenas um passo de serem liberados em sua morada de águas abertas”, disse Andy Bool, Diretor de Sea Life Trust.

Parte da equipe que possibilitou o resgate

Para transportar os animais enormes para o outro lado do mundo, era necessário colocá-los em fundas especialmente projetadas para ajudar a proteger seus corpos.

Em seguida, eles tiveram que suportar a viagem em um caminhão; depois, em um avião de carga Boeing 747-400ERF e, finalmente, em um rebocador de porto.

"Depois de um extenso planejamento e testes, o primeiro estágio de seu lançamento de volta ao oceano foi tão tranquilo quanto esperávamos e planejamos", acrescentou Bool.

Foi constatado pelo próprio Bool que Little Grey e Little White, ambas fêmeas, chegaram à Islândia sem grandes contratempos, sãs e salvas.

Elas estão agora em sua piscina de cuidados ao lado da baía, onde ficarão por um curto período de tempo para se aclimatarem ao seu novo ambiente natural em Klettsvik Bay, nas Ilhas Westman, antes de seu lançamento final.

"A equipe de especialistas e os veterinários independentes estiveram com Little Gray e Little White durante toda a mudança, e disseram que elas estão saudáveis ​​e se alimentando após a viagem de suas instalações de cuidados em terra de volta ao mar", ele comentou posteriormente.




É lindo vê-las nadar e brincar felizes em seu novo ambiente, esperamos que elas tenham um primeiro banho incrível nas águas de seu verdadeiro e único lar, aquele que eles nunca deveriam ter deixado.

Quem gosta de ficar confinado sem poder manter contato com os outros, reprimindo seu comportamento natural?

Os animais têm sentimentos exatamente como nós. Queremos viver bem e que eles também vivam. Por que não contribuir para isso?

Compartilhe este grande resgate!




***




Tipo de snotícia que faz a gente ganhar o dia! Gratidão!! (MárciaSchmian)






Adaptação de Texto: Vida que Importa








Fonte: https://www.zoorprendente.com/