Pesquisar Matérias


Cachorro foi levado para tosar com profissionais famosos e voltou com costelas quebradas

Chega de Maus-tratos!


Por mais que os donos de animais tomem extremo cuidado e precauções ao deixarem seus amados nas mãos de profissionais, eles nunca estarão tranquilos até que tenham seus pequenos de volta.

Animais são como crianças, não sabem falar, é preciso estarmos atentos o tempo todo.

Em uma sessão de limpeza, o cabeleireiro Lucas Van Orden IV, 22 anos, filho do proprietário do centro, cometeu o ato mais brutal que alguém poderia suspeitar.

Van Orden IV é filho do proprietário, Lucas Van Orden V, um veterinário de renome com mais de 20 anos de experiência, conforme lido em seu perfil do LinkedIn.

Quando os proprietários de Jasper foram buscar o filho, eles não perceberam nada de estranho no início.

Foi só quando o ergueram nos braços, que o grito doloroso do corgi os fez pensar que algo não estava bem.

O "cabeleireiro de pet" sem coração nada mais era do que um torturador de animais, e a pior parte é que tantos animais de estimação estavam em sério perigo sem que ninguém soubesse.

Jasper teve que ser levado ao hospital imediatamente, onde descobriram que ele foi chutado tantas vezes que ficou com costelas quebradas, hematomas fortes nos pulmões e enfisema subcutâneo.

Jasper teve que permanecer em terapia intensiva por vários dias.

"Ele andou devagar com as orelhas abaixadas, não entrou no carro como de costume e gritou de dor quando tentamos levantá-lo", disseram os proprietários em lágrimas de dor, raiva e indignação.

Depois que os médicos conseguiram salvar sua vida, eles disseram que Jasper precisaria de quatro a seis semanas para curar suas feridas.

Os donos de Jasper logo denunciaram o Centro Veterinário e o cabeleireiro, mas temiam que a justiça fosse realmente feita, pois Van Orden IV era filho do proprietário, Lucas Van Orden V, um veterinário de renome com mais de 20 anos de experiência, conforme lido em seu perfil do LinkedIn.

Van Orden IV foi acusado de chutar um cachorro sob seus cuidados, quebrando as costelas e machucando os pulmões.

No entanto, apesar das evidências e da brutalidade dos fatos, ele inicialmente enfrentou apenas uma acusação de negligência animal, uma contravenção simples, que envolveu um mês de prisão e uma multa de US $ 600.

Depois de comparecer ao julgamento um mês após o ataque a Jasper, de acordo com a ordem do promotor, a pena deveria ter sido alta, mas, por condenação, a sentença final foi: 2 anos de liberdade condicional.

Algo que indubitavelmente indignou todo o estado.

«Qualquer lesão animal é da maior importância e não é tolerada em nenhum aspecto.

Imediatamente depois de ouvir sobre esse incidente, o cabeleireiro foi afastado de seu emprego ”, disse um porta-voz do Centro Veterinário.

Agora Jasper está se recuperando em casa, mas os traumas psicológicos que ele teve que enfrentar foram ainda mais graves do que seus ferimentos físicos.


Compartilhe esta notícia para aumentar a nossa voz, não podemos deixar que os torturadores de animais como nesse caso fiquem sem nenhuma penalidade prevista por suas ações brutais.

Por que essas pessoas sem coração estão envolvidas nessas profissões? Se não gostam de animais?




***


Se odeia animais está na profissão errada! Absurdo! Ainda são famosos, os melhores.. Uma vida que importa não vale nada nas mãos desses profissionais da tortura!






Adaptação de Texto: Vida que Importa



Fonte: https://www.zoorprendente.com/